quinta-feira, 19 de dezembro de 2013


NATAL DO MENINO LUZ

Em dezembro podemos perceber um certo rebuliço no ar...
Pessoas correndo prá lá e prá cá...
dizendo que o tempo parece voar...
Na mente, muitas coisas a fazer...
E no coração, uma alegria a se debater...
Mas bem lá fundo nós sabemos o porquê,
pois desde bem pequeninos ouvimos contar a história de um belo menino...
Que nasceu bem pobrezinho...
Um menino estrela que veio para sempre brilhar iluminando o nosso caminho...
O menino Paz,
O menino Amor,
O menino Luz, Jesus...

Jesus, a estrela anunciada, brilha nos nossos corações há mais de dois mil anos.

Este menino que um dia se tornou homem tinha um sonho, o sonho de despertar a humanidade para o milagre da VIDA. Ele queria nos mostrar que a felicidade está bem mais perto do que possamos imaginar. Ele veio nos dizer que somos deuses, senhores das nossas escolhas e capazes de nos libertar dos grilhões da ignorância. E Ele nos trouxe a chave para isso, Ele veio nos mostrar como AMAR, e terminou a sua missão de uma forma inusitada, doando a sua própria vida para que as suas palavras de VERDADE permanecessem fluindo pelo eterno através do vento do espírito, penetrando nos corações de todos os buscadores da Luz.

Ele nos revelou que o AMOR é exercido sempre com compaixão, misericórdia e verdade. Ele deu o exemplo disso convivendo com pessoas de todos os tipos e tratando a todos com igualdade e compreensão.

Jesus era doce, mas firme, Ele mostrava a direção a seguir sem querer convencer a ninguém. A sua presença marcante e suave bastava para modificar a vibração de tudo ao seu redor. A VERDADE era a sua arma diante dos hipócritas, Ele não media as palavras para mostrar a sua indignação diante da mentira, da covardia e da injustiça. Ao mesmo tempo nos mostrou que perdoar e entregar o outro lado da face é a forma mais sublime de render o espírito.

Na realidade Ele era um ser humano como cada um de nós, mas com algo incomum à maioria: ele não tinha nenhuma dúvida sobre a sua origem, ele sabia e acreditava, tinha a fé inabalável de que Deus e Ele eram UM SÓ.

Este SER iluminado pela Luz astral é meu Mestre desde quando eu era criança, mas foi durante a minha adolescência, que eu pude conhecê-lo melhor. Foi nesta época que conheci os evangelhos e eles me revelaram Jesus o filho do homem. Então eu me encantei por Ele, pelas suas palavras, pelo seu Ser. Eu conheci um homem íntegro e altruísta, compassivo e tolerante, humilde mas senhor da sua divindade. Um irmão, um amigo, um Mestre.

Então, mesmo decepcionada ao ver que a maioria das pessoas estava indo na direção contrária à sua declaração de AMOR e que o mundo estava cheio de egoísmo, inveja, competição, preconceitos, guerras, miséria e fome, eu ainda tinha a expectativa de ver a grande mudança falada por Ele acontecer.

Jesus já falava sobre isso no seu tempo, e encheu os nossos corações de esperança ao dizer que ainda veríamos um mundo de paz e união se nos amássemos uns aos outros verdadeiramente. Ele afirmou que quando o Espírito de Verdade viesse até nós conheceríamos a VERDADE, o AMOR sublime. Uma vez Ele disse: Levantem os olhos e vejam os campos, pois estão brancos e prontos para a colheita!

Sabemos que os tempos são chegados, a hora chegou, a mudança está às portas!

Por isso, quando os sinos tocam anunciando o Natal, sentimos toda a esperança do mundo gritar dentro de nós.  É tempo de Amar, compartilhar, cantar aos quatro ventos que Jesus nasceu e para sempre estará nos nossos corações brindando a Vida, nos agraciando com as suas palavras de Amor e liberdade!

Vinde linda criança!
És o Mestre dos Mestres!
Obrigada por nos agraciar com a sua Luz!
Vinde menino Jesus!

Márian


sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

CONFRATERNIZAÇÃO SOLUZ

MEDITAÇÃO DE NATAL E PASSAGEM DE ANO



Venha meditar conosco para relembrarmos os ensinamentos do Mestre Jesus, limparmos os nossos corações e irradiarmos Luz para a Conscientização da Unidade, para que a Paz e o Amor despertem nos corações de toda a humanidade.

Teremos meditação, almoço, partilha de mensagens Soluz, criação de uma mandala coletiva da Paz e do Amor, ritual do fogo e irradiação da Luz para a humanidade.


Endereço: Espaço Soluz - Rua Messias Pinto, 62. Lagoa Santa. MG

Horário: 9:30h às 16:30h

Valor:R$ 30,00

Por favor, confirmem a sua presença no link https://www.facebook.com/events/550593738357431/ 


Aguardamos vocês com carinho,

Márian

quarta-feira, 4 de dezembro de 2013



VOCÊ TEM MEDO DA PRÓPRIA SOMBRA?


Sim, precisamos assumir que a maioria de nós tem medo... temos medo de descobrir que temos fraquezas, que somos imperfeitos, que somos até mesmo egoístas ou pessoas más na pior das hipóteses. Outros não se atrevem a enfrentar a própria sombra por orgulho, por acharem que são perfeitos e estão acima das deficiências humanas...

Realmente é muito difícil assumir sentimentos negativos como a inveja, o ciúme, a ira, o desejo de vingança, a soberba ou avareza. Reconhecer os nossos monstros internos não é nada agradável, gostamos sempre de pensar que somos bonzinhos e inteligentes, mas, todos nós até que despertemos para a Luz, conviveremos lado a lado com os nossos dragões, com o nosso ego. Somos Luz e sombra até que reconheçamos a nossa divindade e nos entreguemos à Luz completamente, nos conectando conscientemente ao Todo. Esse despertar significa abrir os olhos para a realidade do espírito, “largar mão” da ilusão, desapegar de padrões baseados em sentimentos egoístas e passarmos a ser guiados apenas pelo Amor Incondicional. 


Na nossa essência realmente somos perfeitos e iluminados, mas a nossa personalidade criada por nossa mente é equivocada e confusa. A nossa mente sendo imatura e destreinada é apegada a conceitos apenas superficiais gerados por julgamentos precipitados, que por sua vez são gerados pelas nossas sensações, por aquilo que acreditamos ser a realidade. Somos influenciados pelo magnetismo da matéria, pelas circunstancias e por outras mentes talvez doentias, ignorantes ou também inexperientes como a nossa. 

A mente na verdade é um instrumento da nossa consciência com a função de servir de intermediária entre o corpo e o espírito, é ela que absorve e interpreta os ensinamentos oferecidos pela vida e também decodifica aquilo que o nosso coração tem a nos dizer. De fato o seu papel é muito importante, mas é preciso que ela esteja limpa e aberta para executá-lo sem se desviar do objetivo da consciência. O seu poder é espantoso, ela tem uma capacidade incrível de criar através dos pensamentos, mas quando ainda não é totalmente limpa, costuma se deixar levar pelas circunstâncias, se iludir pelas percepções, criando verdadeiros turbilhões de pensamentos que por sua vez criam emoções incontroláveis que na maior parte das ocasiões, nos fazem agir somente por impulso e tomar atitudes inconsequentes e insensatas.

É essa visão distorcida pela ilusão mental que nos leva a criar uma imagem para o nosso ser com características que acreditamos serem reais. Nos deixamos levar por sensações de prazer e dor, e nos alimentamos disso. Em vez de nos nutrirmos na verdadeira fonte do Saber e do Amor, ficamos inebriados pelas impressões fugazes do corpo; queremos ter, controlar, possuir, e algumas pessoas totalmente cegas pela ilusão, também desejam roubar ou matar... Diante disso ninguém na verdade quer assumir essas características sombrias ou aterradoras não é mesmo?

Enxergar a sombra na maioria das vezes é doloroso, pois aceitar que estamos errados, que somos limitados e que agimos mal é muito ruim. Mas, precisamos entender que somente encarando de frente a nossa sombra poderemos dissipá-la. É preciso engolir seco e admitir a sua existência, reconhecendo-a e depois perdoando-a. Essa é a chave...é preciso perdoar a sombra, a nossa e a dos outros também. É preciso entender que o nosso ego na verdade é o resultado da inconsciência de nós mesmos. Que realmente a nossa sombra foi criada por nós durante as nossas encarnações, mas, que isso na verdade faz parte do nosso processo evolutivo. Que apesar de termos a sabedoria universal na nossa essência, ainda não temos consciência disso, precisamos passar pela experiência da vida para compreendermos a nós mesmos, vivenciar sensações e emoções, dar passos certos e errados para no fim da jornada despertarmos para a Luz.

O reconhecimento da sombra é essencial no processo de autoconhecimento durante a caminhada espiritual. Distinguir a nossa própria sombra, admitir a sua existência nos dá a possibilidade de também enxergarmos a nossa verdadeira identidade, nos conscientizando da nossa própria consciência. Ao encararmos a nossa sombra sem julgamentos ou condenações, poderemos compreender de onde ela surgiu, quais foram os sentimentos que a nutriram, para depois a perdoarmos e a deixarmos ir.

É reconfortante saber que a dor causada pela aceitação da sombra é substituída por alívio profundo logo depois, pois intimamente a nossa luta contra o ego causa esgotamento profundo e portanto, quando a rendição acontece, uma sensação de paz e amor sublime nos envolvem. Percebemos que a luta afinal teve fim e automaticamente, através da visão de quem realmente somos, dissipamos os véus da ilusão, e a nossa sombra finalmente se dissipa, desaparecendo na certeza do nosso EU.

Confie no poder da Luz e volte-se para o seu interior, recorra à humildade nata na sua essência e entregue-se... não tenha medo... coragem, mire-se! 

Namastê,

Márian

Para maiores informações sobre os nossos atendimentos presenciais ou online
http://meditandosoluz.blogspot.com.br/p/servicos.html

Curta também a nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/marian.soluz


quarta-feira, 27 de novembro de 2013



SENTIMENTOS E EMOÇÕES À FLOR DA PELE...

As emoções são o resultado da nossa percepção diante das circunstâncias da vida, sejam positivas ou negativas, sendo que essas últimas quando mal administradas podem causar desequilíbrios como depressão, stress, acessos de fúria, síndrome do pânico, etc. Devemos entender porém que a raiva, o medo e a tristeza são sentimentos naturais do ser humano e na verdade não devem ser reprimidos, mas observados para percebermos o que estão tentando nos mostrar. Geralmente esses sentimentos estão ligados a aspectos da nossa personalidade que precisam vir à tona, serem compreendidos e trabalhados para que a partir daí possamos agir de forma mais equilibrada. 

Devemos nos observar sempre e nos questionarmos de forma objetiva, numa postura de receptividade e abertura para as revelações que possivelmente teremos sobre nós mesmos. O medo, por exemplo, é um sentimento primitivo ligado ao instinto de sobrevivência, mas também está ligado à ilusão de separatividade, ao não-reconhecimento da nossa origem divina. Isso resulta de certa maneira em baixa autoestima, sensação de desamparo, abandono e fragilidade diante das questões da vida. É preciso então fazer o resgate da fé no Todo e em si mesmo para trazer de volta o sentimento de completude interna, tendo como resultado coragem e força para se ultrapassar limites.

Já a raiva geralmente é o resultado de um xeque-mate em nossas questões mais íntimas. Por que nos sentimos tão ofendidos e feridos no nosso orgulho quando alguém nos recrimina? Na verdade, só o ego se sente ofendido ou magoado, portanto devemos nos questionar quais serão as razões que podem estar por trás desses sentimentos. Será que não estamos precisando trabalhar a humildade ou o desapego? 

Portanto para lidarmos com as emoções precisamos estar centrados e serenos, buscando com calma compreender essas lições. Não podemos nos deixar levar por ondas emotivas e tomarmos atitudes puramente instintivas. É preciso respirar fundo e serenar a mente tentando visualizar as questões sob um ângulo impessoal e intuitivo. Assim sendo, vamos respirar fundo, acalmar o nosso coração e dizer pra nós mesmos quando estivermos com as “emoções à flor da pele”: Calma... tudo passa... Vamos deixar que os sentimentos esfriem antes de tomarmos qualquer decisão. Vamos nos lembrar que é importante diminuir o fluxo das emoções para que não se transformem em turbilhões incontroláveis. 

Portanto é preciso dominar a mente e para isso aconselhamos a meditação como uma prática sempre muito eficiente para isso. A disciplina mental e a observação constante do nosso ser através da sua prática, ajuda a conquistar um estado pacífico, tranquilo e distanciado da situação onde podemos ter uma noção ampla do que se passa no nosso interior e ao nosso redor. 

Além disso, é importante lembrar que, na verdade, somos seres conscientes, capazes e inteligentes para lidarmos com situações e emoções, tomando sempre decisões maduras e sensatas. Não nos esqueçamos que a paz e a serenidade já existem dentro de nós, precisamos apenas aprender a acessá-las para vivermos o dia a dia com equilíbrio e sensatez. Portanto, “muita calma nessa hora”, vamos nos silenciar, respirar profundamente e meditar para nos conhecermos melhor e lidarmos com as emoções harmoniosamente.


Namastê,

Márian


sábado, 16 de novembro de 2013




A VERDADEIRA CURA

A palavra cura vem do latim e tinha inicialmente o sentido de cuidado, atenção, diligência e zelo. Era empregado o verbo curo, curare, com o significado de 'cuidar de', 'olhar por', 'dar atenção a', 'tratar’.
A mudança de significado decorreu do fato de que a cura, no sentido de tratamento, na maioria das vezes, modifica o curso da doença e restabelece a saúde do enfermo. Assim, cura passou a significar também o restabelecimento da saúde, a volta ao estado sadio, e esta nova definição prevaleceu sobre a inicial no entendimento geral e no próprio vocabulário médico. (wikipedia)
Portanto, curar pode ser empregado tanto no sentido de tratar, cuidar de, como no sentido de debelar uma enfermidade, de restituir a saúde, de sarar.
Bem, mas o que queremos abordar aqui não é somente a cura do corpo físico, mas a verdadeira cura, a cura do SER integralmente, em todos os seus níveis.
Na verdade, a cura completa significa o fim de todo o sofrimento e dor, seja físico, mental ou emocional, e isso só acontece quando resgatamos a nossa verdadeira identidade despertando da ilusão da separatividade, compreendendo o nosso ser e sua jornada.
O processo de cura integral é o mesmo do autoconhecimento, isto é, à medida em que vamos nos conhecendo melhor, os nossos conflitos vão sendo pacificados e a dores causadas pelas feridas das batalhas internas vão sendo amenizadas. A verdadeira cura ocorre quando descobrimos as raízes do nosso sofrimento, quando entendemos que isto é causado por nossos apegos à personalidade, ao nosso ego, à desejos, ideias, crenças e preconceitos. Ao desejo de controlar, de possuir, à ilusão de ser alguém além de si mesmo.
Mas não devemos nos sentir culpados ou envergonhados por termos esses sentimentos, pois isso faz parte do nosso aprendizado. Somos inconscientes que na nossa essência somos perfeitos, portanto imaturos espiritualmente falando, inexperientes. É somente através da vida, da experiência, que alcançamos o entendimento de nós mesmos e do mundo. É através do autoconhecimento que vamos resgatando os princípios espirituais e as virtudes divinas esquecidas ou desvalorizadas. Na verdade, todas as experiências vividas se forem bem aproveitadas resultarão em vitória, ou seja, em cura.
Um dos fatores que mais atrapalha a nossa cura é a arrogância, infelizmente achamos que a personalidade que criamos para nós é perfeita, não paramos para ouvir ou acatar a experiência alheia como aprendizado, não aceitamos diferenças e nem nos esforçamos para silenciar a mente e escutar o nosso verdadeiro Eu, aquele que realmente tem todas as respostas e sabe qual a direção correta que devemos tomar.
Por isso, até que recuperemos a memória de quem somos realmente, a dor ainda será o meio mais primário de alcançar o entendimento e despertar para a Luz. Enquanto teimarmos em questões menores como a ira, a inveja, o ciúme, a ambição desmedida e outros sentimentos de baixa vibração, estaremos sujeitos ao sofrimento. Até que apaziguemos o nosso coração e aceitemos que o Amor é que deve comandar o nosso Ser, ainda seremos suplantados pela dor...
Mas chegará o momento em que através da investigação profunda e do despertar espiritual, nos depararemos com as causas das nossas doenças e nos libertaremos de todo o sofrimento. A conscientização do nosso verdadeiro Eu, aquele que é eterno, imutável e incorruptível pela morte, nos trará harmonia e plena paz.
Ocorrendo a verdadeira cura, ou melhor dizendo, o reconhecimento de que somos pura consciência, não sentiremos mais ansiedades em relação ao corpo físico. Compreenderemos a dor como oportunidade de aprendizado e não sofreremos mais por isso. Mesmo sabendo que devemos cuidar do nosso corpo, pois ele também faz parte da nossa consciência e tem um papel importante como instrumento pelo qual experimentamos a vida e nos libertamos da ignorância, não teremos mais nenhum apego a ele. Entenderemos que mesmo que a cura do corpo físico não seja alcançada, espiritualmente estaremos curados integralmente.

Márian

N.A - A cura verdadeira é alcançada pela própria pessoa, o terapeuta atua apenas como intermediário no processo ajudando a pessoa a se encontrar, a enxergar-se, a resgatar a sua essência, o seu verdadeiro EU.


terça-feira, 5 de novembro de 2013





VERDADE


Amigo,

encontre a Verdade dentro de si e estabeleça-a firme e clara na sua vida, assim os obstáculos que porventura surgirem no seu caminho desaparecerão sob a sua certeza no Absoluto...

Márian


segunda-feira, 4 de novembro de 2013



YOGA

Bom dia amigas e amigos!

Hoje, dia 4 de novembro de 2013, reiniciamos as nossas aulas de yoga no Espaço Sóluz!

Venha conhecer os maravilhosos efeitos dessa prática!

Todas as segundas e quartas às 19 horas.

Telefone de contato: 3681-7838 \ 8344-3037 com a professora Joana.

Rua Messias Pinto, 62. Centro - Lagoa Santa
 — em Espaço Sóluz

Conheça um pouco mais sobre esta prática milenar clicando no link abaixo
http://meditandosoluz.blogspot.com.br/p/yoga.html



2º ENCONTRO DE MEDITAÇÃO SOLUZ EM BH


Bom dia gente!
Marcamos o nosso próximo encontro em Belo Horizonte para o dia 30 de novembro de 2013, às 9:00 horas no Parque das Mangabeiras.

Você quer se encontrar? Quer enxergar aquilo que está encoberto pelas sombras, pela dúvida e pelos conflitos?
A meditação é a prática mais antiga que se conhece para isso...
E meditar não é tão difícil como vocês imaginam...

Nos nossos encontros ensinamos técnicas básicas e fazemos exercícios de meditação, irradiamos Luz e Paz para a humanidade e partilhamos mensagens Soluz.

Venha se juntar à nós, traga a sua essência para vivenciar momentos de alegria, paz e esclarecimento interior. ...sinta-se à vontade para convidar seus amigos também...Ficaremos muito felizes com a sua presença...

Aguardamos vocês com carinho...
Amor sempre Amor,
Namastê,

Márian 


INFORMAÇÕES: marian.luar@ig.com.br



terça-feira, 29 de outubro de 2013



DESAPEGUE-SE
Bom dia a todos! Uma terça feira para exercitarmos o desapego...
Deixemos ir todos os nossos sentimentos egoístas, pois na verdade são eles a causa dos nossos sofrimentos...
raiva, ciúmes, inveja, arrogância, tudo isso são expressões do ego...
Portanto não se deixem enganar...
e neutralizem logo essa negatividade com sentimentos originados do seu Verdadeiro Eu...
Amor, aceitação, compaixão, partilha, serviço...
esses sim, são antídotos eficazes contra o sofrimento...

desapegue-se então...
liberte-se...
e seja feliz!

Um ótimo dia!
Luz!

Namastê

terça-feira, 22 de outubro de 2013


ENTENDIMENTO E UNIÃO

Bom dia a todos! Uma terça feira para praticar o entendimento e a união...

que paremos de pré julgar e aprendamos a ouvir o outro...

que antes de analisarmos uma questão e decidirmos qual direção tomar, que meditemos e afastemos pré conceitos e aversões...

que deixemos a nossa mente livre e o nosso coração aberto e usemos sempre os parâmetros do Amor e da Unidade para tomarmos decisões...

Um ótimo dia!

Namastê,

Márian

sexta-feira, 27 de setembro de 2013





PERDOAR NÃO É ESQUECER


Algumas pessoas dizem que não conseguem perdoar porque não conseguem esquecer...

Mas perdoar não é esquecer, mas sim compreender e aceitar o fato como uma manifestação de imaturidade espiritual, de ignorância da Unidade... e também não sentir mais nenhuma dor, sofrimento, ou qualquer outro sentimento de baixa vibração em relação ao que tenha acontecido, como por exemplo: raiva....

Portanto, não confundam perdão com esquecimento...
Perdão na verdade é compreensão, aceitação, humildade e desapego...

Namastê,
Márian Soluz


terça-feira, 24 de setembro de 2013



O VERDADEIRO SENTIDO

Amigos,

O verdadeiro Amor desperta quando se consegue perceber a realidade... 

a Unidade que existe entre todas as coisas e criaturas...

No instante sagrado do despertar da Consciência... Eu, Você, todos Nós passamos a ser um só SER...

O coração se torna incomensurável pois o Universo o preenche... O Amor, isto é a capacidade de doar-se, de servir sem esperar nada em troca.... de ver a Luz no outro e apaixonar-se pela sua essência...se torna permanente e inesgotável...

pode-se perceber que não existe mais nenhuma distancia intransponível e nenhum limite inalcançável... pode-se sentir como uma força imponderável a capacidade de cada um de se realizar e ser feliz...
Passa-se a ter a certeza de que o plano divino preparou algo doce e sublime para cada uma de suas criaturas...

a Presença Divina toma conta de todo o Ser e pode-se compreender então o verdadeiro sentido de viver...
a causa e objetivo de toda a existência...

Ser e Servir...

Ser Amor sempre Amor...
Gratidão...

Namastê,

Márian Soluz


segunda-feira, 9 de setembro de 2013




SEJA PARA SEMPRE AMOR

Você está aqui para se lembrar de quem realmente é... mas, para que isso aconteça primeiro é preciso esquecer a personalidade que você criou para si... é preciso abandonar qualquer vestígio do seu falso eu...
Libere então a sua mente... desapegue-se das suas crenças, desejos e aversões... deixe ir embora sentimentos negativos, medos e anseios...
Mergulhe no vazio...no nada...
Coragem!
Não tenha dúvidas e nem medo... a Luz mora lá!
Mergulhe e relaxe...deixe se afogar no Mar cósmico da Verdade...
A lembrança virá assim que você se render...
Não lute contra os turbilhões, o seu espírito é conhecedor dessas correntezas... sabe que elas te levarão ao manancial Divino...
Deixe-se portanto preencher pelas águas da Fonte...
e ser una com elas...
Espirale nas ondas da constatação e deixe que os seus olhos astrais se abram...
Conheça então neste instante que o vazio é pleno...
Desperte assim para a verdadeira VIDA...
reconhecendo o seu verdadeiro EU...
O Amor...
Seja a partir de então o que sempre foi...
Amor...
Seja para sempre Amor...

Namastê,


Márian




RELIGIÃO

A única e verdadeira religião capaz de unificar todos os povos é o AMOR...
Só com AMOR poderemos transcender as diferenças de qualquer tipo, sejam raciais, econômicas, religiosas e ideológicas...
Só com Amor os limites entre os países poderão deixar de existir...
Só com Amor todos os povos serão realmente LIVRES...e poderão estabelecer a Paz nos seus corações...
Só com Amor nos religaremos, nos reconectaremos com a FONTE, com a nossa verdadeira essência...
Só quando conseguirmos ser a expressão viva do Amor conseguiremos unificar todos os corações...

Márian


sábado, 7 de setembro de 2013




MEDITAÇÃO PELA PAZ

Boa noite a todos...

Como vocês sabem, o nosso desejo é sempre pela Paz...
e nos entristece muito ver a atual situação de alguns países, onde milhares de pessoas, entre elas muitas crianças, estão sofrendo por causa de conflitos armados...
Imagens terríveis estão sendo mostradas pela internet que nos provocam lágrimas de tristeza e compaixão...

Convidamos então vocês a se juntarem a nós para irradiarmos Luz e Amor para todo o Oriente Médio para que a Paz seja de alguma forma estabelecida...

Sabemos que esta região do planeta é muito conturbada, difícil de apaziguar, mas vamos enviar vibrações positivas para que a situação seja amenizada...

Vamos vibrar amorosamente para que este conflito termine logo...
e que a humanidade terrestre encontre soluções inteligentes e pacíficas para resolver todos os impasses entre os povos...

Como vocês sabem, a guerra não tem poder para resolver isso... a guerra só provoca dor, angústia e mais ódio...
Somente a união, o envolvimento consciente em prol do bem comum, pode trazer mudanças positivas e evolutivas...

A luta pelo poder, a competição desenfreada e o desrespeito ao ser humano têm levado grande parte da humanidade a se embrenhar na sombra, desviando-a do seu destino final que deveria ser a Luz...Neste tempo de transição isso é até compreensível, pois existem vários níveis de consciência convivendo no mesmo espaço... mas é importante que aqueles que já compreendem as leis da UNIDADE, se esforcem para levar adiante o seu compromisso com a Luz vibrando e agindo sempre amorosamente...somente expressando e sendo o Amor poderemos nos libertar da ignorancia e do medo...
Por isso mais uma vez convidamos vocês a se unirem a nós nesse propósito...

Namastê,

Márian


segunda-feira, 26 de agosto de 2013


NO FUNDO VOCÊ CONHECE A VERDADE SOBRE SI MESMO

Boa noite...


Amigo,

No fundo você conhece a verdade sobre si mesmo... 
Você pode se sentir confuso e ter dúvidas sobre isso apenas na superficialidade... mas lá no fundo você se conhece... sabe tudo a respeito de si...

Contudo, para que esse conhecimento venha à tona e você se lembre de quem é.... é preciso silenciar-se... abandonar-se no vazio... tomar coragem e mergulhar no abismo de si mesmo...
Durante o mergulho o encorajamos a não ter medo de encarar as suas próprias sombras...pois primeiro é preciso reconhece-las para depois espantá-las para bem longe...

Não deixe que o medo e a dor o façam desanimar...o ego (fruto da nossa mente) vai estremecer de medo, sofrer e negar a verdade tentando afastá-lo da ideia de continuar a busca...mas não o escute...fique firme...volte-se para o silêncio e escute apenas o seu coração...

Coragem...

Entenda que o reconhecimento do Eu pode no início ser um tanto doloroso porque antes de podermos admirá-lo em sua santidade, nos deparamos com alguns aspectos do nosso falso eu que não são muito honoráveis....

Mas, no instante em que admitimos a existência do nosso ego...isto é, quando nos rendemos e assumimos as nossas falhas e limitações um grande alívio toma conta do nosso ser.... podemos compreender toda a nossa história e assim perdoarmos aquele que acreditávamos ser....pois entendemos a nossa imaturidade e inexperiência até então...

A paz e a alegria nos preenchem... Está tudo certo afinal...
Percebemos que os sentimentos e emoções desencadeados pela experiência da vida são necessárias para o nosso aprendizado...pois isso é parte do propósito divino... é através da experiência que vamos nos lapidando, que vamos retirando as névoas que encobrem o nosso entendimento...

E assim, num momento despertamos do sono da ilusão... mas isso não basta...

Ainda falta incorporar a sabedoria encontrada no silêncio à experiência da vida... o nosso verdadeiro Eu agora livre deve caminhar no plano material com sabedoria e amorosidade... viver em harmonia com tudo e com todos...dissolvendo assim a dualidade e vivendo conscientemente a Unidade...

Ser e servir esse é o nosso propósito...

Amar, sempre amar...

Namastê,

Márian



quarta-feira, 21 de agosto de 2013



QUEM SOU EU? A PERGUNTA ESSENCIAL QUE NOS IMPULSIONA...

É claro que você já se fez essa interrogação várias vezes, não é mesmo?
Na verdade essa questão nos acompanha pela vida, afinal é ela que nos move em direção ao entendimento de nós mesmos, é a chama divina aquecendo o nosso coração para que despertemos do sono da ilusão.

Normalmente a nossa busca pela resposta é cheia de conflitos, desvios e enganos, mas é preciso compreender que isso faz parte do processo evolutivo, na verdade é através da experiência, do sentir as emoções, o viver em profundidade as várias oportunidades que o Universo nos oferece, que acordarmos para a Luz. É através da vida que nos conscientizamos da nossa verdadeira identidade e da responsabilidade que temos como cocriadores, de como as nossas escolhas são decisivas sobre a nossa própria história e sobre tudo aquilo que nos cerca, de como é importante fazermos apenas escolhas livres e evolutivas para contribuirmos para o equilíbrio do Todo e também para não gerarmos mais karmas negativos.

Acontece que ao encarnarmos e mergulharmos no mundo das formas, cuja densidade é bastante magnética, nos esquecemos de quem somos, e até que nos lembremos disso nos envolvemos nas tramas da vida geradas não só pelos nossos karmas, mas por aprendizados evolutivos naturais que obedecem aos desígnios da Luz.

Durante a nossa experiência na vida, somos ludibriados por nossas projeções, desejos, conceitos, aversões e crenças, passando a acreditar que somos apenas a personalidade criada por nossa mente, pelo nosso falso eu - o ego, aquele aspecto de nós mesmos que pensa e age tendo como objetivo apenas o seu próprio benefício por não ter nenhuma consciência da Unidade. Isto acontece porque o ego acredita apenas naquilo que os sentidos físicos lhe transmitem, se deixando levar pelos prazeres ou dores gerados por eles. Como resultado disso, na maioria das vezes, a pessoa passa a viver apenas para satisfazer os seus apelos ao invés de vê-los como instrumentos para a compreensão de si mesma. Ela apenas segue o turbilhão das emoções, das solicitações externas e desta forma a sua ilusão de separatividade, a sua busca pelo prazer e a falta de compreensão da dor a afasta ainda mais do encontro com a verdade.

Mas, como a criação divina é perfeita e a sabedoria inata no Ser conhece a Verdade, chega um ponto deste afastamento que o seu verdadeiro EU sente a dor da distância, entra em crise e busca desesperadamente voltar ao seu estado primordial, ele não suporta mais os conflitos e enganos, e intimamente busca o entendimento, a libertação da ignorância de si, começando assim o ápice do processo de despertar. Bem, o recurso que temos para isso é silenciar a nossa mente, esvaziá-la de toda a ilusão para que ela se torne apenas receptiva e restabeleça a reconexão com o verdadeiro EU, com o Todo e nos ajude no processo de reconhecimento de nós mesmos.  

Na verdade, a mente é um poderoso instrumento da Consciência que está conectada simultaneamente aos sentidos e ao espírito e deveria ser usada positivamente e criativamente como uma ponte entre esses dois planos, mas devido à nossa ingenuidade não sabemos ainda como fazer isso... Na verdade ficamos envolvidos pelo burburinho do meio ambiente, pelos dramas das circunstâncias que nos envolvem, sentimentos e emoções e deixamos que a mente crie um labirinto de pensamentos... mas, acredite não há nada de errado nisso, isso faz parte da jornada...a nossa mente precisa apenas ser dominada e educada para que possa exercer plenamente a sua função decodificadora e criadora.
Assim sendo, precisamos esvaziar a mente de toda a ilusão para que a resposta para a nossa pergunta “Quem sou Eu?” venha. Só assim a nossa visão etérea será purificada e poderemos nos lembrar de quem somos. Quando cessarem todos os pensamentos, julgamentos e expectativas; quando não houver mais nenhum questionamento; quando a entrega ao Absoluto for plena e real, a resposta virá.

Portanto, abandone-se, mergulhe no vazio... pare de lutar...pare de querer provar alguma coisa...relaxe...deixe ir todas as ideias que você tem sobre si, suas crenças, seus desejos e preconceitos, desapegue-se de todas as projeções criadas por si mesmo...Esqueça o sofrimento e o medo...o sofrimento vem do ego que não quer render-se...não tenha medo de não se realizar, pois no seu cerne você já é realizado, sempre foi e sempre será...Esteja apenas aí dentro de si mesmo...sem nenhuma expectativa, sem nenhum questionamento...sendo apenas um observador... vivenciando apenas Amor e Paz...

Este é o final da busca... e a revelação sobre quem você É pode então se manifestar...

A compreensão e a certeza de Ser Consciência Pura, imutável e eterna...

Plena de Compaixão, Serenidade, Sabedoria e Simplicidade...

Verdade e Amor...

Unidade enfim...


Márian 


domingo, 18 de agosto de 2013



As crianças do Egito e da Síria
Muitas vezes permanecem em silêncio .. porque muitos não conseguem entender, e os outros não merecem saber...

O que dizer diante de tanta ignorância...
A violência não traz a liberdade...
Se mudam um governo desse modo, o próximo será semelhante ou pior...jogos de poder só visam a compensação de poucos, não visam o bem comum...

Apenas o entendimento, a união, a cooperação e a PAZ podem realizar uma mudança real e positiva...

Vamos enviar vibrações de Amor e Paz...
não só para o Egito, mas para todos os lugares ensombrecidos pelo egoísmo onde as maiores vítimas são os inocentes...

Márian Soluz

terça-feira, 13 de agosto de 2013


NEGATIVIDADE

Toda a sua negatividade vem da sua identificação com o seu falso eu...a crença de que é incapaz de resolver-se, ou então que é vulnerável diante do "mal"...por favor, não deixe que essas ideias minem as suas forças...

Anule a negatividade com pensamentos positivos e criativos...
aceite o seu ser como ele é... não fique ligado ao seu corpo ou à sua personalidade... entenda que as limitações que possam existir neste plano são partes da experiencia da vida, do aprendizado para a evolução...
além disso procure ocupar-se com o serviço abnegado...isso além de limpar o karma aperfeiçoa o espírito e afasta qualquer sombra que possa se aproximar...

Saiba que você não é nenhuma vítima das circunstâncias...assuma a responsabilidade sobre a sua vida e siga adiante procurando ver a Luz em tudo o que existe... aproveite cada encontro e cada situação para aprender e servir...

Acredite, a felicidade está aí mesmo...dentro de você...neste instante... compreenda que a verdadeira alegria é ver todas as coisas sob o prisma do Amor...

Namastê,
Márian Soluz

sexta-feira, 2 de agosto de 2013



DESAPEGUEM-SE DE MAYA

Amigos,

Todos os preconceitos, desejos e crenças nos aprisionam em maya, na ilusão da dualidade...

Se desapeguem disso pois a diferença entre espírito e matéria está apenas na dimensão em que existem...
a sua fonte e objetivo são o mesmo...
são aspectos complementares da Consciência...
Essência e substância criados com o mesmo fim...

Não se deixem mais ludibriar por isso ou aquilo...
A vida é para ser vivida sem medo... 
abandonem portanto o cativeiro...
parem de julgar ou de analisar...
utilizem como parâmetros apenas o serviço, a união e a paz...

Ainda confuso?
Ouça o seu coração... ele conhece a doce Verdade...

Aspiramos das profundezas do nosso ser que o Amor os liberte de Maya e finalmente se revele aos olhos das suas almas como a Unidade Imutável e Eterna...
o Absoluto...

Paz...
Amor sempre Amor,
Márian Soluz



terça-feira, 30 de julho de 2013



O SEU EU ESTÁ ONDE SEMPRE ESTEVE

Amigo,

você não precisa abandonar a família, relacionamentos ou o trabalho para encontrar a si mesmo...
Você não precisa ir morar em uma comunidade rural ou se isolar em uma caverna para isso...
A única coisa que você precisa fazer é mergulhar profundamente no seu interior...
aí mesmo no lugar onde está...
independentemente das pessoas ou das circunstâncias...
O seu Eu está onde sempre esteve...
Aí mesmo...
no seu interior...
no presente eterno...
no vazio...
imutável...
sereno...
e sábio...
UM...
no Todo...

Silencie-se... 
pare de questionar e se entregue...
dê um salto no vazio...
e escute-o...

aí mesmo...
agora...
neste instante sagrado...

descubra-se então...
reconheça-se...
saiba...
e seja...
o Amor...

Amor, sempre Amor...
Márian Soluz

segunda-feira, 29 de julho de 2013



NEGATIVIDADE E OBSESSORES, ADEUS!



Você acha que as dificuldades da sua vida são causadas por obsessores? Você tem certeza de que são essas entidades que fazem tudo na sua vida dar errado?

Se você pensa assim, você está totalmente enganado... 

Só você, somente você é o verdadeiro responsável pelas circunstâncias que te envolvem. O seu karma, o seu compromisso espiritual e as suas más escolhas causadas pelo seu egoísmo é que são os reais causadores das provas que você precisa enfrentar.

Sim, existem seres trevosos que podem estar te obsidiando, mas é você quem os atrai e que também permite a sua atuação através dos seus próprios sentimentos de baixa vibração. 

Você deve conhecer a lei universal da atração, não é mesmo? Pois é, essas entidades atuam de acordo com o princípio de que “semelhante atrai semelhante”. Desta forma, são os seus sentimentos negativos como o ódio, a inveja, a cobiça, o desejo de vingança e tudo o que está ligado ao egoísmo que deixam o seu corpo emocional aberto para que essas entidades se aproximem e se mantenham atreladas ao seu ser. As pessoas que lidam com magia negra utilizam justamente essa lei para prejudicar as pessoas, criando entidades ou dirigindo consciências doentias, para atuar junto aos seus pontos fracos, nas falhas do campo áurico que possam existir e aí se manterem apegadas, sugando, se alimentando desses sentimentos. Eles instigam justamente os sentimentos que a pessoa já possui para que ela mesma produza fluidos para sustentarem esses vampiros de energia. 

Outro sentimento muito importante que alimenta o lado escuro é o medo... podemos afirmar que esse sentimento é um dos mais desarmonizadores que existem... o causador de vários distúrbios e mazelas...

Portanto, não adianta desfazer trabalhos de magia, fazer exorcismos ou orar se não se modificar o modo de pensar e transmutar os sentimentos negativos. É preciso aprofundar nas verdadeiras causas do que tem amargurado você, ou deixado você em desequilíbrio. É preciso coragem para admitir sentimentos às vezes mesquinhos, obsessivos e preconceituosos, não é mesmo? Questione-se sobre o orgulho, a arrogância, a inveja ou o desprezo... medite profundamente, mantendo a mente aberta para enxergar essas sombras, pois são elas na verdade que atraem a negatividade e também essas entidades de baixa vibração. Não só entidades do astral, mas também pessoas encarnadas que possuem esses sentimentos e que são atraídas pelo mesmo princípio e que fazem a sua vida ficar ainda mais tumultuada... 


Resumindo, é preciso compreender que não produzindo negatividade, não se atrai negatividade. Se você produzir apenas pensamentos e sentimentos positivos irá afastar qualquer coisa ou entidade de baixa vibração que tente se aproximar. 

Então, você quer se ver livre de tudo o que te atormenta e desequilibra? Quer afastar qualquer entidade que possa estar te obsidiando? 
Arme-se portanto de fé e coragem e transmute todos os seus pensamentos e sentimentos negativos em positivos, assim você elevará a sua vibração e espantará para bem longe qualquer entidade sombria. 

Medite no silêncio, isso lhe dará a capacidade de se enxergar sem julgamentos ou expectativas, ajudando assim a perceber falhas, sentimentos ou emoções mal trabalhadas. O encontro profundo com si mesmo trará respostas e a direção correta para a concretização da mudança dos seus pensamentos e da sua conduta. A prática da meditação irá ajudar a resgatar a sua força interior para deixar ir o falso eu, aquele que cria todos esses sentimentos negativos. Orações e devoção também são essenciais pois isso ajuda a trabalhar a humildade e a fé, virtudes básicas para a entrega maior. 

Depois da mudança é claro que dificuldades continuarão a existir, mas a forma de lidar com elas será mais tranquila, pois a sua visão estará clara e expandida. Você passará a enxergar luminosidade em tudo o que existe, em todas as situações e pessoas, e assim as questões se tornarão mais leves e simples. A positividade prevalecerá e você irá atrair apenas o bem. 

Acredite portanto no Plano Divino e na sua própria Luz, reconheça a sua capacidade de transformação, na sua natureza Amorosa e finalmente se coloque a seu serviço do bem comum.... 
Aí finalmente você poderá dizer: 

Negatividade e obsessores, adeus! 

Namastê, 

Márian Soluz