domingo, 16 de junho de 2013






EXERCÍCIO DA PAZ

Ao observarmos tanta violência, discórdia e insensatez no nosso mundo, constatamos como é importante não só interagirmos positivamente sobre o planeta irradiando Luz através de orações e mentalizações, mas também agindo sempre pacificamente e conscientemente...

Estamos vivenciando um tempo maravilhoso de mudanças e descobertas e em contraponto a isso estão acontecendo muitas revoltas, guerras e desentendimentos...

Perguntamos o que realmente queremos para o nosso mundo? Temos ouvido e falado tanto sobre uma nova era cheia de paz e amor, mas o ser humano ainda se debate em sentimentos primários que os levam a cometer atos insensatos causando dor e sofrimento aos seus irmãos. Ao tentar impor as suas ideias causam danos não só materiais, mas ferimentos e dificuldades para os outros. Será que não podemos vivenciar a tão esperada paz desde já? 

Afinal para que a transição planetária aconteça de forma mais serena é imprescindível exercer o Amor em todos os níveis; e Amor é paz, união, compreensão e aceitação. É preciso não só saber que podemos viver o paraíso aqui na Terra, mas realizar isso de forma evidente aqui e agora... 

A Paz mundial necessita além das nossas intenções positivas e amorosas, ações que levem à liberdade, à união e à igualdade exercidas sempre de forma equilibrada e coerente...

É claro que todos merecem uma vida digna e saudável, mas para se conquistar isso não é necessário ser beligerante, o ser humano precisa acreditar que a sua inteligência é capaz de encontrar soluções pacíficas e honradas para os problemas do mundo e exercer isso com eficiência... Eles precisam entender que a paz verdadeira só poderá ser estabelecida quando deixarem de enxergar apenas o próprio umbigo e começarem a ver o outro como parte de si mesmos.


É importante saber de uma vez por todas, que precisam ser pacíficos e amorosos, praticarem a aceitação e a partilha, pois só assim poderão viver a verdadeira união e a paz.


Acreditem, as conquistas através da paz são mais permanentes e eficazes... Não adianta gritar, depredar e usar de violência, porque assim se perde totalmente a razão... acaba-se perdendo o foco e desvirtuando o objetivo... é preciso entender que a sensatez e a serenidade são sempre mais eficientes do que o desatino e a ira...

Portanto a busca e o exercício da Paz devem ser contínuos por todos nós em todas as questões, sejam familiares, de trabalho ou em questões sociais...

Mas uma coisa deve ficar clara, a verdadeira Paz vem da Consciência, a decorrência do encontro com o Eu Superior, com a verdade sobre si mesmo. Quem encontra essa paz, encontra a felicidade, portanto, isso não depende de fatores externos, mas sim internos... é preciso aprofundar-se em si mesmo onde a união verdadeira se dá, e as respostas e soluções, internas e externas são sempre encontradas... Aquele que encontra a paz interna exerce a paz externa com naturalidade e eficácia...

Paz, generosidade, simplicidade e verdade... esse deve ser o modo de vida de todos nós...sempre buscando o entendimento para uma convivência feliz e harmoniosa, sempre visando o bem comum...

Amor, sempre Amor...


Márian Soluz