segunda-feira, 26 de agosto de 2013


NO FUNDO VOCÊ CONHECE A VERDADE SOBRE SI MESMO

Boa noite...


Amigo,

No fundo você conhece a verdade sobre si mesmo... 
Você pode se sentir confuso e ter dúvidas sobre isso apenas na superficialidade... mas lá no fundo você se conhece... sabe tudo a respeito de si...

Contudo, para que esse conhecimento venha à tona e você se lembre de quem é.... é preciso silenciar-se... abandonar-se no vazio... tomar coragem e mergulhar no abismo de si mesmo...
Durante o mergulho o encorajamos a não ter medo de encarar as suas próprias sombras...pois primeiro é preciso reconhece-las para depois espantá-las para bem longe...

Não deixe que o medo e a dor o façam desanimar...o ego (fruto da nossa mente) vai estremecer de medo, sofrer e negar a verdade tentando afastá-lo da ideia de continuar a busca...mas não o escute...fique firme...volte-se para o silêncio e escute apenas o seu coração...

Coragem...

Entenda que o reconhecimento do Eu pode no início ser um tanto doloroso porque antes de podermos admirá-lo em sua santidade, nos deparamos com alguns aspectos do nosso falso eu que não são muito honoráveis....

Mas, no instante em que admitimos a existência do nosso ego...isto é, quando nos rendemos e assumimos as nossas falhas e limitações um grande alívio toma conta do nosso ser.... podemos compreender toda a nossa história e assim perdoarmos aquele que acreditávamos ser....pois entendemos a nossa imaturidade e inexperiência até então...

A paz e a alegria nos preenchem... Está tudo certo afinal...
Percebemos que os sentimentos e emoções desencadeados pela experiência da vida são necessárias para o nosso aprendizado...pois isso é parte do propósito divino... é através da experiência que vamos nos lapidando, que vamos retirando as névoas que encobrem o nosso entendimento...

E assim, num momento despertamos do sono da ilusão... mas isso não basta...

Ainda falta incorporar a sabedoria encontrada no silêncio à experiência da vida... o nosso verdadeiro Eu agora livre deve caminhar no plano material com sabedoria e amorosidade... viver em harmonia com tudo e com todos...dissolvendo assim a dualidade e vivendo conscientemente a Unidade...

Ser e servir esse é o nosso propósito...

Amar, sempre amar...

Namastê,

Márian



quarta-feira, 21 de agosto de 2013



QUEM SOU EU? A PERGUNTA ESSENCIAL QUE NOS IMPULSIONA...

É claro que você já se fez essa interrogação várias vezes, não é mesmo?
Na verdade essa questão nos acompanha pela vida, afinal é ela que nos move em direção ao entendimento de nós mesmos, é a chama divina aquecendo o nosso coração para que despertemos do sono da ilusão.

Normalmente a nossa busca pela resposta é cheia de conflitos, desvios e enganos, mas é preciso compreender que isso faz parte do processo evolutivo, na verdade é através da experiência, do sentir as emoções, o viver em profundidade as várias oportunidades que o Universo nos oferece, que acordarmos para a Luz. É através da vida que nos conscientizamos da nossa verdadeira identidade e da responsabilidade que temos como cocriadores, de como as nossas escolhas são decisivas sobre a nossa própria história e sobre tudo aquilo que nos cerca, de como é importante fazermos apenas escolhas livres e evolutivas para contribuirmos para o equilíbrio do Todo e também para não gerarmos mais karmas negativos.

Acontece que ao encarnarmos e mergulharmos no mundo das formas, cuja densidade é bastante magnética, nos esquecemos de quem somos, e até que nos lembremos disso nos envolvemos nas tramas da vida geradas não só pelos nossos karmas, mas por aprendizados evolutivos naturais que obedecem aos desígnios da Luz.

Durante a nossa experiência na vida, somos ludibriados por nossas projeções, desejos, conceitos, aversões e crenças, passando a acreditar que somos apenas a personalidade criada por nossa mente, pelo nosso falso eu - o ego, aquele aspecto de nós mesmos que pensa e age tendo como objetivo apenas o seu próprio benefício por não ter nenhuma consciência da Unidade. Isto acontece porque o ego acredita apenas naquilo que os sentidos físicos lhe transmitem, se deixando levar pelos prazeres ou dores gerados por eles. Como resultado disso, na maioria das vezes, a pessoa passa a viver apenas para satisfazer os seus apelos ao invés de vê-los como instrumentos para a compreensão de si mesma. Ela apenas segue o turbilhão das emoções, das solicitações externas e desta forma a sua ilusão de separatividade, a sua busca pelo prazer e a falta de compreensão da dor a afasta ainda mais do encontro com a verdade.

Mas, como a criação divina é perfeita e a sabedoria inata no Ser conhece a Verdade, chega um ponto deste afastamento que o seu verdadeiro EU sente a dor da distância, entra em crise e busca desesperadamente voltar ao seu estado primordial, ele não suporta mais os conflitos e enganos, e intimamente busca o entendimento, a libertação da ignorância de si, começando assim o ápice do processo de despertar. Bem, o recurso que temos para isso é silenciar a nossa mente, esvaziá-la de toda a ilusão para que ela se torne apenas receptiva e restabeleça a reconexão com o verdadeiro EU, com o Todo e nos ajude no processo de reconhecimento de nós mesmos.  

Na verdade, a mente é um poderoso instrumento da Consciência que está conectada simultaneamente aos sentidos e ao espírito e deveria ser usada positivamente e criativamente como uma ponte entre esses dois planos, mas devido à nossa ingenuidade não sabemos ainda como fazer isso... Na verdade ficamos envolvidos pelo burburinho do meio ambiente, pelos dramas das circunstâncias que nos envolvem, sentimentos e emoções e deixamos que a mente crie um labirinto de pensamentos... mas, acredite não há nada de errado nisso, isso faz parte da jornada...a nossa mente precisa apenas ser dominada e educada para que possa exercer plenamente a sua função decodificadora e criadora.
Assim sendo, precisamos esvaziar a mente de toda a ilusão para que a resposta para a nossa pergunta “Quem sou Eu?” venha. Só assim a nossa visão etérea será purificada e poderemos nos lembrar de quem somos. Quando cessarem todos os pensamentos, julgamentos e expectativas; quando não houver mais nenhum questionamento; quando a entrega ao Absoluto for plena e real, a resposta virá.

Portanto, abandone-se, mergulhe no vazio... pare de lutar...pare de querer provar alguma coisa...relaxe...deixe ir todas as ideias que você tem sobre si, suas crenças, seus desejos e preconceitos, desapegue-se de todas as projeções criadas por si mesmo...Esqueça o sofrimento e o medo...o sofrimento vem do ego que não quer render-se...não tenha medo de não se realizar, pois no seu cerne você já é realizado, sempre foi e sempre será...Esteja apenas aí dentro de si mesmo...sem nenhuma expectativa, sem nenhum questionamento...sendo apenas um observador... vivenciando apenas Amor e Paz...

Este é o final da busca... e a revelação sobre quem você É pode então se manifestar...

A compreensão e a certeza de Ser Consciência Pura, imutável e eterna...

Plena de Compaixão, Serenidade, Sabedoria e Simplicidade...

Verdade e Amor...

Unidade enfim...


Márian 


domingo, 18 de agosto de 2013



As crianças do Egito e da Síria
Muitas vezes permanecem em silêncio .. porque muitos não conseguem entender, e os outros não merecem saber...

O que dizer diante de tanta ignorância...
A violência não traz a liberdade...
Se mudam um governo desse modo, o próximo será semelhante ou pior...jogos de poder só visam a compensação de poucos, não visam o bem comum...

Apenas o entendimento, a união, a cooperação e a PAZ podem realizar uma mudança real e positiva...

Vamos enviar vibrações de Amor e Paz...
não só para o Egito, mas para todos os lugares ensombrecidos pelo egoísmo onde as maiores vítimas são os inocentes...

Márian Soluz

terça-feira, 13 de agosto de 2013


NEGATIVIDADE

Toda a sua negatividade vem da sua identificação com o seu falso eu...a crença de que é incapaz de resolver-se, ou então que é vulnerável diante do "mal"...por favor, não deixe que essas ideias minem as suas forças...

Anule a negatividade com pensamentos positivos e criativos...
aceite o seu ser como ele é... não fique ligado ao seu corpo ou à sua personalidade... entenda que as limitações que possam existir neste plano são partes da experiencia da vida, do aprendizado para a evolução...
além disso procure ocupar-se com o serviço abnegado...isso além de limpar o karma aperfeiçoa o espírito e afasta qualquer sombra que possa se aproximar...

Saiba que você não é nenhuma vítima das circunstâncias...assuma a responsabilidade sobre a sua vida e siga adiante procurando ver a Luz em tudo o que existe... aproveite cada encontro e cada situação para aprender e servir...

Acredite, a felicidade está aí mesmo...dentro de você...neste instante... compreenda que a verdadeira alegria é ver todas as coisas sob o prisma do Amor...

Namastê,
Márian Soluz

sexta-feira, 2 de agosto de 2013



DESAPEGUEM-SE DE MAYA

Amigos,

Todos os preconceitos, desejos e crenças nos aprisionam em maya, na ilusão da dualidade...

Se desapeguem disso pois a diferença entre espírito e matéria está apenas na dimensão em que existem...
a sua fonte e objetivo são o mesmo...
são aspectos complementares da Consciência...
Essência e substância criados com o mesmo fim...

Não se deixem mais ludibriar por isso ou aquilo...
A vida é para ser vivida sem medo... 
abandonem portanto o cativeiro...
parem de julgar ou de analisar...
utilizem como parâmetros apenas o serviço, a união e a paz...

Ainda confuso?
Ouça o seu coração... ele conhece a doce Verdade...

Aspiramos das profundezas do nosso ser que o Amor os liberte de Maya e finalmente se revele aos olhos das suas almas como a Unidade Imutável e Eterna...
o Absoluto...

Paz...
Amor sempre Amor,
Márian Soluz