sábado, 29 de novembro de 2014




OS CINCO PORTAIS PARA A LUZ INTERIOR 

Durante a nossa jornada evolutiva, passamos por vários níveis de consciência e também por portais internos que na verdade são provas ou oportunidades de entendimento, que nos conduzem à 5ª dimensão, nível de Conscientização e Vivencia Plena da Unidade. Durante esta caminhada, somos auxiliados (conscientemente ou não) pelos nossos irmãos interdimensionais cuja interferência se resume a nos oferecer direção e esclarecimento. Eles frisam que a experiência na matéria é necessária não só aqui no planeta terra, mas em todos os lugares do universo e que ela não deve ser vista como fonte de sofrimento, mas sim como manifestação da Luz e instrumento necessário para o nosso aprendizado. A vida na terceira dimensão é essencial para se atravessar todos os estágios de consciência até que o verdadeiro Eu assuma o ser integralmente e ele passe a viver a Unidade em todos os instantes, compreendendo e vivenciando o Sagrado sempre e em todas as circunstâncias. Apenas através da experiência da vida o Ser pode alcançar o entendimento de si e descobrir a sua origem divina; só com a dissolução da ilusão da dualidade, o interno e o externo podem se fundir conscientemente e dimensionalmente, e o Reino da Verdade Absoluta pode se manifestar em Sabedoria e Bem Aventurança para si. 

E o que podemos fazer para tomarmos consciência de todo esse processo? 

Bem, a meditação é a prática mais ancestral que conhecemos para isso. O silêncio interno, o mergulho no vazio, fazem com que os cinco portais nos sejam revelados para que possamos alcançar através deles a Sabedoria Plena ou a Unificação Consciente ao Todo. 

Esses portais internos são: 

1º PORTAL - TERRA: Vitória sobre o mundo material, ou seja, o caminhante deve tornar-se internamente independente dos condicionamentos do mundo físico. 

Para ultrapassar este portal, a pessoa precisa compreender e aceitar a plena responsabilidade do seu karma; se fundir com ele, sabendo que nada acontece por acaso, que tudo está inter-relacionado e tem sua razão de ser. 

É preciso aprender a discernir a realidade da ilusão, o falso do verdadeiro, quando e como agir e onde focar a energia. A prática constante da meditação nos ajuda a alcançar o discernimento necessário para superarmos essas provas. 

A pessoa deve experimentar, captar e filtrar rapidamente o que é “Verdadeiro”, pois conflitos gerados por informações diversas podem criar obstáculos. 

É necessário ter em mente que o propósito do estudo espiritual não é adquirir poder psíquico, mas sim a habilidade para olhar além das limitações físicas. 


2º PORTAL - LUA: Vitória sobre todas as tentações, tendências involutivas e turbilhões astrais, assim como a realização do domínio sobre as formas do mundo astral (emoções, sentimentos e desejos). 

É preciso desapegar-se e afastar de si tudo o que é desnecessário e que impede o progresso espiritual. Desenvolver a capacidade de sacrifício, excluindo dele, entretanto, todo e qualquer elemento de emoção. 

Deve-se sempre estar ciente porquê e “em nome de quê” se faz o sacrifício e o que se “adquire” com este sacrifício. Então, segundo a antiga sabedoria, “aquilo que se beneficia do sacrifício encarna naquele que se sacrifica”. 

Na vida, a vontade e o karma devem ficar estreitamente unidos, é preciso estar preparado e pronto para aceitar seu karma em todos os seus aspectos, internos e externos, positivos e negativos, bons e maus. É preciso considerar as alegrias como provas de misericórdia, os sofrimentos como meios de redenção e as dificuldades como oportunidades de exercitar a força de vontade. 

É preciso compreender e acreditar que existe um Plano Divino. 


3º PORTAL - SOL: Libertação das ilusões mentais, realização da harmonia interna e de uma cosmovisão ampla, assim como a conscientização de que cada vida particular é uma parte da Vida Una. 

Este nível é chamado “Personalidade do Cosmo” ou “Ishvara”, pelos Hindus. Corresponde à conscientização da existência imutável do Ser Superior, através de todas as encarnações. 

Simultaneamente a essa conscientização, a pessoa deve conscientizar-se também da existência do Ser Superior de cada um de seus semelhantes. Isso lhe permitirá identificar-se com os outros, poder – digamos – “encarnar” neles, entendê-los e senti-los por dentro, mesmo em caso de grande diferença do nível evolutivo, do caráter, etc. Tal capacidade provém de uma fonte mais profunda do que a simples compreensão ou compaixão. Não é apenas a base das mesmas, mas muito mais ainda. 


4º PORTAL - ESTELAR: Passagem pelas sombras ou descida aos infernos. Encontro com os demônios interiores e a luta contra o ego, aceitação do ego. Ponto de união e surgimento do Divino. A retirada das máscaras e dos véus. Equivale aos quarenta dias que Jesus passou no deserto. 

Descida até a fonte do mar... ao fundo do abismo... às portas da morte... à morada da luz... à residência das trevas... para se lembrar da sua origem. O Ser humano finalmente se lembra da sua semente e chega ao seu núcleo. Ele come o fruto da árvore do conhecimento. 

Porém, o Conhecimento será desprezível a menos que possa ser integrado na vida da pessoa essencialmente de um modo equilibrado e criativo. Este trabalho envolve confronto com as questões mais profundas. Trabalhar com um grupo responsável pode ajudar a espelhar e identificar as suas fraquezas. 


5º PORTAL - CÓSMICO: Unificação. O mundo é o templo do Espírito e a compreensão e realização disso na vida possibilita ultrapassar o abismo e chegar ao lugar do encontro maior. Evidentemente que, para ultrapassá-lo é indispensável um esforço de vontade, pois esse abismo separa-nos do “Reino do Céu” do qual é preciso se apoderar através da força interior. 

Após a passagem pelo abismo, acontece a ressurreição do espírito, o retorno ao seio do Pai. Tem-se plena consciência de ser “nascido do Espírito” e a revelação da origem de tudo o que existe, que tudo é uma rede coordenada de causas e efeitos possuindo uma finalidade superior. 

A pessoa corporifica o AMOR, se unificando ao TODO plenamente, sem medidas ou limitações. Ela vivencia o “Reino do Pai” na terra. A sua realização é o serviço ilimitado, a compreensão e vivência do AMOR em todos os parâmetros. A pessoa se transforma em um cálice que transborda infinitamente, recebendo e doando sempre. 

Finalizando, é importante entender que não adianta sabermos apenas intelectualmente quais são esses portais, mas nos esforçarmos em todos os níveis para ultrapassá-los. Precisamos utilizar a nossa mente aliada ao nosso coração para que pensemos e atuemos sempre equilibradamente e harmoniosamente para superarmos todas as provas que o Universo nos apresenta durante o nosso processo interno. Só conseguiremos ser acolhidos plenamente nos planos de consciência mais elevados que levam ao reino da Luz, quando estivermos totalmente livres e desapegados do nosso ego. 

As chaves principais para abrirmos os portais internos são: a Aceitação, a Humildade, o Perdão, a Compaixão, a Harmonia, a Verdade, a Tolerância, o Altruísmo e a Fé. 

É preciso compreender que só o Amor incondicional pode nos libertar dos grilhões da ignorância de nós mesmos e nos elevar conscientemente. 

Amor sempre Amor, 

Márian