terça-feira, 19 de maio de 2015




O QUE FAZER DIANTE DE CIRCUNSTANCIAS QUE NÃO PODEMOS MUDAR? 

Como foi dito no nosso último texto sobre o Destino e o Livre-Arbítrio, nem tudo o que acontece em nossas vidas é consequência de karma ou daquilo que desejamos. Existe um Plano Divino que articula tudo o que deve acontecer de acordo com a evolução e comprometimento de cada um. Portanto, muitas coisas são inevitáveis e inesperadas, como a morte de alguém, um acidente, a mudança de um emprego, etc. Também não podemos mudar algo que aconteceu no passado, e que pode nos ter causado algum trauma do qual não conseguimos nos desvencilhar. Deste modo, nem sempre podemos mudar as circunstâncias e muito menos mudar as pessoas.

Na verdade, o que precisamos saber é que aquilo que nos tira realmente do centro, não são as circunstâncias em si, mas o que pensamos a respeito delas, as emoções e sentimentos que despertam em nós. De fato, são as emoções criadas a partir das nossas crenças e apegos que tumultuam a nossa mente nos trazendo inúmeros transtornos.

O que fazer então quando estamos de pés e mãos amarrados diante de alguma circunstância?

Antes de mais nada, precisamos nos tornar observadores imparciais, tentando visualizar o que de fato está acontecendo, sem julgarmos ou colocarmos expectativas fundamentadas em crenças ou preconceitos bloqueadores. Também é preciso desapegarmos de antigos padrões de pensamentos e nos abrirmos para novas perspectivas e possibilidades, prontos para mudarmos as nossas atitudes diante da vida.

Bem, de maneira prática precisamos aprender a controlar a mente e nos conscientizarmos do que realmente acontece a nossa volta. É preciso nos distanciarmos da ilusão e encararmos a realidade sem nos envolvermos emocionalmente. Parece difícil? Pode ser para pessoas acomodadas que preferem culpar as circunstancias e os outros, mas não para aquelas que estão dispostas a se verem livres da dor por sua própria vontade.

Se você é uma pessoa determinada a conviver bem com as circunstancias inevitáveis sugerimos algumas dicas:

Como primeiro passo sugerimos que medite, silencie-se, respire tranquilamente, volte a sua atenção para o seu interior e se abasteça de energia Cósmica. Isso vai lhe ajudar a resgatar o equilíbrio e a paz interior. Sente-se em um lugar calmo, respire fundo e libere a mente de todos os pensamentos e preocupações, isso vai te ajudar a transformar o seu estado de espírito, fazendo surgir a esperança de novas oportunidades e experiências. É importante encontrar um tempo para cultivar o silêncio, portanto por alguns instantes ponha de lado as suas tarefas, os seus relacionamentos ou compromissos e deixe o mundo girar sem a sua interferência; tenha certeza que tudo irá se encaminhar como deve ser.

O próximo passo é mudar o foco. Tome consciência dos seus pensamentos e emoções e redirecione conscientemente o seu foco. Não se desespere, mantenha-se sempre positivo diante da dor. Saiba que a dor é inevitável, mas o sofrimento é opcional. Não permita que os pensamentos negativos te deixem para baixo, busque sempre inspiração no Amor, na alegria e na fé de que tudo tem uma causa e um objetivo sagrado. Concentre-se em algo bom e construtivo. Tente projetar novas metas. Não se deixe desgastar pela negatividade. Não deixe que a amargura tire a sua doçura. Use a sua energia para seguir adiante e deixar para trás aquilo que já não serve para o seu novo foco. Mudando os pensamentos você muda a sua realidade. São os nossos pensamentos que geram a nossa disposição de espírito, que produzem os nossos sonhos e criam os nossos anseios. É por isso que precisamos escolher apenas aqueles que irão nos ajudar a alcançar as nossas metas.

Entregue as suas preocupações ao Cosmos e aceite a situação. Perceba que dentro de cada um de nós existe um Ser Supremo que está sempre em paz. Saiba que a paz interior não depende das condições externas. Entenda que a paz pode ser encontrada dentro de você, em qualquer lugar que esteja e a qualquer momento. Ela está sempre lá, basta você se silenciar e se focar nisso. A paz é alcançada quando você se desprende dos desejos e crenças, das expectativas e das ilusões em relação à você mesmo e ao mundo. A aceitação das coisas como elas são é a base para a harmonia interior. Quando você sente necessidade de mudar as coisas, você gera preocupações, e isso simplesmente te leva a criar turbilhões de pensamentos negativos. Entenda que o mesmo Eu que anseia pela paz é o mesmo Eu que experimenta a paz.

Seja sempre grato por todas as circunstancias da sua vida, pois elas são oportunidades de aprendizado e libertação. Você também precisa entender que não precisa de nada além do que já tem. Você precisa aprender a valorizar o que a Grande Consciência Cósmica tem lhe oferecido como sendo o necessário para a sua evolução. É importante ser grato pelo que se tem, e também pelo que ainda não se manifestou na sua vida, pois isso significa que ainda existem muitas possibilidades disponíveis. Aceite que você não pode ter tudo ou saber tudo. Dê valor ao que você sabe, e também as inúmeras coisas que ainda não consegue entender. Compreenda que diante dos nossos olhos ainda turvos pela ilusão a vida sempre parecerá difícil; assim sendo, a aceite e fique de bem com ela.

Entenda que as dores são um estímulo para o seu despertar. Lembre-se que não existe vitória sem esforço, e que quando um caminho parece muito fácil, provavelmente é a direção errada. Na verdade tudo o que acontece na nossa vida é para a nossa evolução, mesmo que isso seja difícil de enxergar. Seja qual for a circunstância ela tem como propósito lhe orientar, apontar os seus erros e aperfeiçoá-lo. Às vezes, as situações serão tão desarmoniosas e difíceis que irão te jogar no fundo do poço, fazendo você pensar que nunca mais irá sair disso, mas acredite que vai. Nada aqui neste mundo é permanente. Quando sentir vontade de desistir, lembre-se de que às vezes as coisas precisam piorar antes de melhorar. Provavelmente a sua maior luta vai acontecer quando você estiver perto da vitória.

Sugerimos que também faça exercícios leves e use seu corpo positivamente. Você já deve ter ouvido a frase “Corpo são, mente sã”, não é mesmo? Assim como o corpo reflete o estado mental acelerando a respiração e os batimentos cardíacos dependendo da suas emoções e sentimentos, a mente também reflete o estado corporal. Se você manter o seu corpo saudável através de exercícios e de uma alimentação equilibrada isso irá colaborar para a sua harmonia mental. A mente, o corpo e o espírito estão intrinsecamente ligados, significando que um tem efeito direto sobre o outro; portanto se um deles conscientemente assumir o controle irá influenciar e transformar o outro. Então você pode usar conscientemente o seu corpo para influenciar diretamente o seu estado de espírito e transformar prontamente as suas atitudes. Portanto quando você estiver meio desanimado, cabisbaixo e com a respiração superficial, experimente colocar a coluna ereta, fazer algumas respirações profundas olhando para cima e colocando um belo sorriso no rosto. Tenho certeza que você vai se sentir bem melhor.

Outra coisa, é necessário compreender que tudo na vida termina ou acaba em algum momento, por isso é importante reconhecer e aceitar o final de uma etapa e seguir em frente. É importante deixar ir o passado para que você possa desfrutar do presente, o Agora, pois só o Agora existe. Veja o final de uma etapa não como o fim de algo, mas o início de uma nova fase da sua vida.

Bem, acredite acima de tudo na Força do Amor Supremo que rege o Universo e que nos banha com sua Graça todo o tempo. Acredite também que você possui potencial resolutivo e capacidade de transcender as questões da vida com consciência e sucesso principalmente o espiritual.

Sugiro como exemplo de tudo o que expus aqui que vocês assistam ao filme “As aventuras de Pi”. Muito revelador e explicativo.

Que todos os seres sejam felizes!

Namastê,

Márian