sexta-feira, 14 de agosto de 2015


SEDE

Percebemos a busca como uma sede insaciável pela verdade, que nos move mesmo que inconscientemente. Traduzimos esse sentimento como sede, pois esta é uma necessidade humana menos material do que a fome; é algo mais sutil, entretanto mais incontrolável e vital. Assim é a nossa busca pela Luz, fundamental. Somos Luz em essência e buscamos incansavelmente a nossa origem, a nossa fonte primordial, onde nos sentiremos completamente saciados...

Márian Soluz